Vídeo sugere que dançarina da Banda La Furia foi esfaqueada por mulher traída; assessoria alega que foi um assalto

415
Foto: Reprodução / Rede social.

A dançarina Elizabeth Gonçalves, a Japinha Negra Japa, da Banda La Furia, foi esfaqueada na tarde dessa terça-feira (16), em Salvador. Inicialmente, a assessoria da banda relatou a reportagem que ela foi vítima de um assalto no bairro de Itapuã, mas, horas depois, perfis nas redes sociais começaram a especular que a dançarina foi esfaqueada pela esposa de um homem com quem ela se relacionava. Um vídeo da suposta esfaqueadora também passou a circular.

Diante dessa nova informação, o portal voltou a procurar a assessoria da banda, que ainda não deu retorno. O empresário da La Furia, Sacramento, e o vocalista Bruno Magnata também não responderam à publicação.

Foto: Reprodução / Instagram.

Quanto aos órgãos de segurança, a Polícia Militar disse que não foi acionada para atender essa ocorrência. Já a Polícia Civil confirmou que não houve registro na 12ª Delegacia de Polícia (Itapuã) – para investigar o crime, os agentes precisam que alguém faça a denúncia, o que ainda não foi feito. Além disso, não há qualquer registro sobre o caso no Boletim Diário, que fica disponível no site da Secretaria de Segurança Pública.

Até o momento, o que foi divulgado pelo perfil de Japa é que ela passou por uma cirurgia e já está fora de risco

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA