Carnaval de Pernambuco é marcado pela interiorização

24

A tradição de celebrar o Carnaval faz de Pernambuco um dos berços do reinado de Momo, período que se configura numa das principais identidades do Brasil. Desde o centenário Frevo, passando pelos tambores e vestimentas do Macaratu, pela religiosidade dos Afoxés, pelos Bonecos Gigantes ou pelos milhares de blocos de mascarados – que a depender de onde estejam ganham nomes de Papangus, Caretas, Caiporas, Tabaqueiros ou La Ursas –, é aqui que inúmeras manifestações carnavalescas estão representadas.

Sabendo disso, o Governo de Pernambuco, por meio da Secult/Fundarpe e da Setur/Empetur, apoia as festividades realizadas em 65 municípios, assinalando um número recorde de regiões com incentivo do Estado. Além dos polos propriamente ditos, há ainda a realização de encontros de cultura popular na Região Metropolitana do Recife e na Zona da Mata. Os valores investidos pelas duas pastas somam R$ 10 milhões.

O secretário de Cultura do Estado, Gilberto Freyre Neto, reforça a importância do processo de seleção dos artistas e grupos que participam da programação do Carnaval de Pernambuco. “Toda a programação é feita por meio de edital público, onde o artista ou grupo interessado em participar da grade se inscreve e é avaliado por uma comissão formada por representantes da sociedade civil e do poder público. Tudo é feito de forma muito transparente”, comentou.

Já o presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, ressalta a valorização da participação dos grupos de cultura popular como grande contribuição do Governo de Pernambuco no ciclo carnavalesco. “Incentivar os grupos de cultura popular do Estado é nosso papel, enquanto gestores públicos. Cada um desses integrantes é responsável por carregar nossos símbolos mais marcantes: a diversidade cultural e o respeito às tradições”, disse.

O secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes, que também preside a Empetur, salienta a importância de o Governo do Estado expandir a sua participação nas festas realizadas em todas as regiões de Pernambuco. “A nossa festa é uma das mais ricas do País, mais variada e democrática. O Governo do Estado fez um esforço e estará presente em 65 localidades, reafirmando o seu compromisso com a cultura e com o turismo, que movimenta a nossa economia. Só neste Carnaval, a nossa expectativa é receber quase dois milhões de visitantes e de atingir uma movimentação financeira em torno de R$ 2 bilhões”, diz Novaes.

Encontros

Além de incluir dezenas de artista e grupos na programação promovida pelos municípios, o Governo de Pernambuco também apoia encontros tradicionais de cultura popular. Em sua 30ª edição, o Encontro Estadual de Maracatus de Baque Solto de Pernambuco conta com a presença de 99 maracatus de baque solto de 24 cidades do Estado, além de um grupo da Paraíba. O evento acontece em Aliança, no Domingo, 23/2 e na Terça Feira Gorda, 25/2 e em Olinda, na Segunda-Feira, 24/2. O evento é uma realização da Associação dos Maracatus de Baque Solto de Pernambuco.

Também em Olinda, o 20º Encontro Estadual de Afoxés de Pernambuco – promovido pela União dos Afoxés de Pernambuco, será realizado na quarta-feira de Cinzas, 26/2, no Sítio Histórico, com a participação de 15 afoxés da Região Metropolitana do Recife.

Ainda em Olinda, mais precisamente na Cidade Tabajara, acontece o 16º Carnaval Mesclado da Casa da Rabeca, no Centro Cultural Casa da Rabeca do Brasil, reunindo 17 maracatus de baque solto, além de caboclinhos, bois e cavalos marinhos de 12 municípios pernambucanos. O evento ocorre no domingo, 23/2 e segunda, 24/2, sempre a partir das 8h.

Na terça-feira Gorda, 25/2, Bom Jardim recebe o 7º Encontro de Burrinhas, Caboclinhos, Catirinas e Maracatus de Pernambuco. O evento começa às 8h e conta com Noé da Ciranda, Boi Dourado de Limoeiro e Maracatu Carneiro da Serra de Gloria do Goitá.

Prévias

Com o objetivo de preparar o clima para a Folia de Momo, diversos eventos que recebem apoio do Governo de Pernambuco acontecem durante as semanas anteriores ao Carnaval.

A Casa da Cultura, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe, é palco, até está sexta-feira, 21/2, de programação carnavalesca com atrações que representam manifestações culturais pernambucanas. Todos os dias, haverá apresentação de grupos como orquestras, bloco lírico, afoxé e grupos de dança na área externa do espaço, com entrada gratuita. A programação teve início na última quarta-feira e acontece diariamente das 11h às 15h.

Dos encontros de Cultura Popular, destaca-se o Encontro de Blocos Líricos Aurora dos Carnavais, na Rua da Aurora, bairro da Boa Vista, no Recife, reunindo cerca de 30 blocos líricos do Estado. O evento ocorreu no último dia 7/2.

Outro evento, realizado no último sábado, 15/2 e domingo, 16/2 simultaneamente nas cidades do Recife, Cabo de Santo Agostinho, Vitória de Santo Antão e Timbaúba, promoveu apresentações de Bois de Carnaval em seus terreiros. Em sua 6ª edição, o projeto “Os Bois Brilham no Carnaval de Todos” é realizado pela Federação Cultural dos Bois e Similares do Estado de Pernambuco (Fecbois) com a participação de 13 grupos. A proposta é fomentar a cultura dessas agremiações, valorizando a presença dos grupos em seu território.

No Pátio de São Pedro, no Recife, quinze grupos de Maracatu Nação e Maracatu Rural celebraram seu brinquedo durante o 8º Encontro dos Mestres. O evento ocorreu na última segunda,  17/2.

Municípios que recebem a programação do Carnaval de Pernambuco:

  • RMR
  • Araçoiaba
  • Cabo de Santo Agostinho
  • Ilha de Itamaracá
  • Itapissuma
  • Olinda
  • Paulista

Zona da Mata Norte

  • Carpina
  • Glória de Goitá
  • Itambé
  • Lagoa de Itaenga
  • Macaparana
  • Nazaré da Mata MATA
  • Paudalho
  • Timbaúba

Zona da Mata Sul

  • Amaraji
  • Barreiros
  • Catende
  • Chã de Alegria
  • Cortês
  • Escada
  • Gameleira
  • Jaqueira
  • Primavera
  • Ribeirão
  • Rio Formoso
  • São Benedito do Sul
  • São José da Coroa Grande
  • Sirinhaém
  • Tamandaré
  • Vitória de Santo Antão

Agreste Setentrional

  • Limoeiro
  • Passira
  • Surubim
  • Santa Maria do Cambucá
  • Vertente do Lério

Agreste Central

  • Bezerros
  • Lagoa dos Gatos
  • Sairé
  • Sanharó
  • São Caetano
  • Tacaimbó

Agreste Meridional

  • Águas Belas
  • Bom Conselho
  • Canhotinho
  • Jucati
  • Panamirim
  • Tupanatinga

Sertão do Moxotó

  • Arcoverde
  • Buíque
  • Sertânia

Sertão do Pajeú

  • Afogados da Ingazeira
  • Ingazeira
  • Santa Terezinha
  • Tabira
  • Triunfo

Sertão de Itaparica

  • Jatobá

Sertão do Araripe

  • Trindade

Sertão do São Francisco

  • Belém de São Francisco
  • Santa Maria da Boa Vista

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA