Antonia Fontenelle é condenada a prestar serviço comunitário e a pagar R$ 40 mil em novo processo por difamação contra Felipe Neto

Atriz foi condenada por três crimes de difamação, um de injúria e outro de calúnia contra o youtuber. Em dezembro, ela foi condenada por ligar Felipe e seu irmão, Lucas, à pedofilia. Por Eliane Santos

26

Foto: Divulgação

A atriz Antonia Fontenelle foi condenada nesta terça-feira (18) a pena de um ano e nove meses de detenção em regime aberto (substituída por duas penas de prestação de serviços) e ao pagamento de indenização no valor de R$ 40 mil por três crimes de difamação, um de injúria e outro de calúnia contra o youtuber Felipe Neto.

A decisão é do juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que a condenou por afirmar sem provas, em vídeo exibido no dia 24 de julho de 2020 em seu canal do Youtube, que “teria sido coagida pelo youtuber em uma reunião, que este teria tentado lhe aplicar um golpe e que ele já teria estragado a vida de muitas pessoas”.

No mesmo vídeo, Antonia chama Felipe Neto de sociopata, caracterizando o crime de injúria. Ela também divulgou pelo YouTube que Felipe teria afirmado que “não usa drogas em serviço”, dando a entender que ele é usuário de drogas fora do serviço, caracterizando o crime de calúnia.

Em depoimento, durante a instrução processual, a atriz confirmou as falas do vídeo, mas em dado momento disse que se tratava de uma brincadeira.

“A querelada afirma que nunca acusou Felipe de usar droga, mas contou a conversa que teve com o mesmo. Acredita que Felipe apenas queria ser engraçado, tendo deixado bem claro na sua declaração que o querelante não é usuário de droga. Questionada sobre o motivo pelo qual a querelada disse ‘Eu não tenho como provar nada disso que estou falando. Quem quiser acreditar, acredite. Quem não quiser, não acredite. Eu não tenho a menor preocupação com isso. ’, posto que achava se tratar de uma brincadeira de Felipe. Confirma ter dito que o querelante a coagiu no encontro que teve com o mesmo, assim como já fez com outras pessoas”, diz trecho da sentença do juiz que não aceitou os argumentos da atriz.

Ação ainda cabe recurso
O processo, em primeira instância, ainda cabe recurso. Após transitar em julgado em todas as instâncias recursais, um juiz da vara de execuções penais deve determinar onde a atriz vai cumprir a pena de serviços comunitários e quando deverá pagar a indenização.

Apesar de ter sido condenada em uma outra ação recente por calúnia e difamação contra Felipe Neto e seu irmão, o também youtuber Lucas Neto – na qual associava os dois ao crime de pedofilia – , Antonia Fontenelle é considerada ré primária, pois ainda recorre da ação.

“Esperamos que depois de ter sido condenada em quatro processos diferentes, por ter cometido doze crimes, a cumprir dois anos e nove meses de serviços comunitários, ressarcir o Felipe em R$ 45 mil e a pagar mais de R$ 225 mil em multas, a Sra. Antonia Fontenelle pare de ofendê-lo”, disse o advogado André Perecmanis, que representa o youtuber, referindo-se a esta e a outras condenações da atriz.

Antonia Fontenelle foi procurada para falar sobre o caso, mas até a publicação desta não havia respondido a solicitação do g1.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA